quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

O que devemos comer para aliviar as Dores Inflamatórias?

imagem copiada net

Na maior parte dos casos a dor inflamatória (existe outros tipos de dor) é uma resposta do organismo a uma irritação ou lesão.

Lembro-me de quando exercia acupuntura, que mais de metade dos doentes vinham com problemas de dor, com ciáticas, artroses, artrite, lombalgias, hérnias discais inflamadas, etc...
A maior parte já vinha medicada com substâncias anti-inflamatórias, o que  dava alguma ajuda, mas não resolvia o problema, o ai...ai....ai continuava.

Como já referi varias vezes, sempre que há um problema de saúde com presença de dor, tem de haver um tratamento que contemple terapêuticas manipulativas, como a acupuntura, massagem, osteopatia, no fundo técnicas de pôr a mão.

No entanto, como trabalho de casa o doente pode ajudar muito, tanto no aspecto da prevenção, como até da própria cura. Desde de sempre que se sabe que alimentação tem um papel primordial em TODOS OS PROBLEMAS DE SAUDE, incluindo os de carater inflamatório, que são a maior parte.

O tipo de alimentação que se faz diariamente tanto pode prevenir a inflamação, como ser responsável por inflamações que tendem a persistir, ao inibir a capacidade natural do organismo de usar os seus próprios componentes anti-inflamatórios.
Com o passar do tempo, os órgãos e os tecidos inflamados revelam acumulações de toxinas e falta de nutrientes e, como consequência, surgem os problemas crónicos de saúde.

Assim o objetivo é consumir alimentos que previnam as inflamações e evitar os que as promovem.
imagem copiada net
O que está Errado?
Normalmente é o estilo de vida. 
Estilo de vida abarca muita coisa, desde a alimentação, ao exercício, ao stress e ao se estar de bem ou mal com a vida.

Na alimentação,o que mais leva a quadros inflamatórios é uma dieta à base de alimentos refinados, processados, cafeina, açúcar, aditivos, comida essencialmente cozida e aquecida em micro-ondas,  gorduras trans, que estão presentes em bolos, bolachas, massas folhadas e óleos e margarinas.

Risque da sua ementa bolos, cereais pequeno-almoço cheios de açúcar, guloseimas e tudo o que seja feito a partir de farinha refinada e açúcar refinado. Estes elevam os níveis de insulina e de glucose, o que aumenta a produção de substâncias proinflamatorias.
Opte por cereais integrais, como flocos de aveia, flocos de cevada, flocos de quinoa, etc...
Passar os dias sem exercicio fisico, viver-se em casas perfumadas artificialmente, não se abrir as janelas, fumar, correr de um lado para o outro, não apanhar sol, tudo isto aumenta o risco de inflamação cronica.
                                                                                  
Que Nutrientes temos de ingerir para controlar a inflamação/dor?


- Comer frutos e vegetais, pelo seu conteudo entre outras coisas de VITAMINA C, um vitamina que diminui a inflamação cronica ao eliminar os radicais livres envolvidos no processo inflamatório.

- Um dos nutrientes de eleição é a VITAMINA E existente nos frutos secos, sementes e óleos destes, é outro anti-inflamatório importante pois anula as reações dos radicais livres ao mesmo tempo que bloqueia a produção de substâncias proinflamatorias.

- Os CAROTENOIDES entre os quais se salienta o BETACAROTENO que se encontra em vegetais e frutos de cor vermelha, amarela, laranja e verde, pois ajudam a regular a produção de substâncias inflamatorias. Niveis baixos destes estão relacionados com niveis elevados de substâncias inflamatórias, sobretudo em pessoas com excesso de peso. Isto pode ajudar a explicar a relação entre o excesso de peso e as doenças inflamatórias cronicas como a diabetes, as doenças cardiovasculares, cancro e artrite.

- Os ácidos gordos ÓMEGA3, obtidos nas sementes de linho (linhaça), nozes, azeite extra virgem de pressão a frio, sementes de cânhamo, sementes de chia, e no peixe gordo ( atenção ao salmão, porque é de viveiro, preferivel sardinha, cavala, carapau). Os alimentos ricos em ómega 3 encorajam a produção de prostaglandinas, substâncias que ajudam a controlar a inflamação das articulações, corrente sanguínea e outros tecidos. Também importante é a sua ação de bloqueio dos efeitos inflamatórios dos ácidos gordos ómega-6, que atualmente ingerimos em excesso, como os óleos que usamos ao fritar, etc.

- Os FLAVONOIDES, são pigmentos presentes em quase todos os legumes e frutos, e bloqueiam as reações enzimáticas que promovem a inflamação.

- Os PRÓBIOTICOS, são bactérias benéficas que habitam naturalmente o intestino e desempenham um papel crucial no controlo da inflamação ao evitarem a acumulação e proliferação de bactérias nocivas. Não estou a recomendar iogurtes, mas sim alimentos fermentados, como o chucrute e uma bebida muito importante que se faz facilmente em casa chamada Rejuvelac (vou trazer a receita).

- Os nutrientes existentes nos CONDIMENTOS também possuem propriedades anti-inflamatórias reconhecidas. Por isso use diariamente cebola, alho, coentros, gengibre e curcuma.


Sem comentários:

Enviar um comentário