terça-feira, 3 de setembro de 2013

Porque deixei de beber café? Resposta a um comentário

imagem copiada net
Neste poste falei sobre a minha satisfação em ter deixado de beber café e alguém me fez o seguinte comentário. " Porque deixou de beber café? Sei que tem propriedades boas e más, mas gostaria de saber o que a levou a isso."

Podia responder muita coisa, os benefícios que apontam ao café e também os malefícios, os tóxicos, os estudos feitos, uns a favor outros contra, mas o que mais me encorajou foi o Meu Desejo por Não Beber café.
É verdade, gosto do cheiro do café, mas não gosto de o ver, nem de ver alguém a bebe-lo.
Imaginemos que chegávamos agora à sociedade atual, e nunca tínhamos visto café expresso, será que o beberíamos? Vejamos, que é um liquido quase preto, de sabor amargo, que tinge a boca e os dentes de castanho, será que concederíamos a hipótese de o beber?
Além disso, porque beber café?
Nutricionalmente é uma bebida completamente vazia, que não nos dá nada, pode é tirar-nos, porque acidifica o nosso meio interno. Eu aconselharia todos os que tem doenças graves, e que querem buscar a cura, a largar totalmente o café.

No meu caso pessoal, o largar o café e muitas outras coisas, significa para mim, abster-me daquilo que considero prejudicial e utilizar com moderação o que é bom.
Tudo o que engolimos afeta o nosso corpo, a nossa mente, a nossa personalidade, principalmente as substâncias estimulantes como o café.
Tenho como objetivo manter a minha mente o mais limpa possível, para poder ouvir a mim, os outros e o Criador, e assim poder governar de uma forma mais equilibrada o meu corpo e os meus desejos.
Já bebi muito café, gostava da sensação de "pica" que se seguia, mas percebi que ele só agitava a minha mente, não a tonificava, e estar-se com a mente agitada não é a melhor forma de se viver.

Hoje tenho outros estimulantes, que não me deixam agitada, mas desperta e com entusiasmo para o dia-a-dia, como o exercício físico e os banhos alternados.

3 comentários:

  1. A sua conclusão perante os diferentes estudos é "ouvir o criador"... Mas que texto tão informativo... ou não!

    ResponderEliminar
  2. Olá Vera!
    É verdade, ás vezes o mais certo é pararmos e escutarmos a nós mesmos, todos temos uma "voz interna" que sempre diz o que devemos fazer.
    É importante aprendermos a escutar a Voz da Natureza, ela é um livro aberto com todas as informações corretas.
    Beijinho grande

    ResponderEliminar