quarta-feira, 14 de maio de 2014

Sabe qual é o alimento que mais pode provocar asma?


O asmático vai ao medico, ao alergologista, ao pneumologista e vem com uma receita de "bombinhas", umas que abrem rapidamente os brônquios, outras que dilatam mais lentamente, outras que bloqueiam a inflamação, enfim são "apaga fogos" que por vezes em casos graves podem ser necessárias.
O objetivo principal do medico e do terapeuta no caso de asma é fazer com que os brônquios não inflamem, por isso se usa o Montelucaste que impede a inflamação dos brônquios e os corticoides como o pulmicort que são indicados para reduzir a inflamação.
Vemos assim , que a ação principal a conseguir, é a redução da inflamação, e o corpo não inflama sem razão, por isso não é suficientemente inteligente estar-se a tomar continuamente medicamentos que controlem a inflamação e não perguntarmos " O que é que dentro de mim causa a inflamação, a inflamação brônquica?

Inúmeros estudos demonstram a relação do consumo de leite e seus derivados com a asma, também o demonstram com outras doenças, mas hoje refiro-me unicamente à asma.
Vou ser direta e dizer que quem tem asma NÃO pode tocar em leite e seus derivados.
É verdade, que o leite tem uma conotação de alimento saudavel, mas não é, é dos alimentos mais alergénicos, a alergia ao leite não se manifesta logo a pós sua ingestão, é uma alergia tardia, uma alergia que surge dias após a ingestão do alimento...porquê?
A relação do leite com as alergias tardias dá-se, porque nosso organismo não digere a Beta-lactoglobulina, uma das proteínas do leite de vaca e tem muita dificuldade em digerir a alfa-lactoalbumina, a lactoglobulina e a caseína. Esta dificuldade em digerir o leite vai provocar inflamação na mucosa intestinal, e veja quanto de inflamação, visto que todos os dias as pessoas bebem leite, comem iogurtes, queijo e doces feitos com leite como gelados, etc... esta persistente inflamação vai alterar a permeabilidade da mucosa intestinal e vai facilitar a entrada de macromoléculas, metais tóxicos e outras substancias que esta mucosa em condições e temperatura normal ia filtrar e não permitir a entrada para a circulação sanguínea.
Ao entrarem, estas substâncias vão provocar uma reação no organismo, visto que são vistas como estranhas (antígenos) e que necessitam de ser eliminadas, para isso o corpo libera histaminas, leucotrienos, ou seja o corpo produz substâncias inflamatórias porque para ele, para eliminar qualquer coisa estranha do corpo, tem de a inflamar. Esta inflamação vai surgir no local onde as ditas substâncias estão ou no local que o corpo escolheu para poder elimina-las e se o órgão alvo for o pulmão vai haver asma.
Fiz-me entender, porque digo que quem tem asma não pode beber leite nem derivados?
Porque é um processo de pescadinha de rabo na boca, come-se coisas que inflamam e toma-se medicamentos que desinflamam...em alguns casos o saldo fica igual e até funciona, mas funciona à custa da saúde, porque todos os medicamentos têm efeitos secundários que se somam ao longo dos anos, por isso se diz que a asma é uma doença cronica, que não tem cura, desta forma nunca pode ter, estamos sempre a promover a causa logo o efeito será sempre o mesmo - a asma, isto senão surgir com a continuação situações patológicas mais graves.
Se tem asma, não beba leite... mesmo que não tenha asma também não beba leite...desconfie do leite...na Natureza ele existe e é excelente para o bezerro.


1 comentário:

  1. Pois é Fernanda, eu ando pensando em reduzir meu consume de leite. Na verdade, quase não tomo leite, estou acostumada com o leite de soja, mas eu amo um queijinho, não me imagino sem...Sou ovolactovegetariana e meus filhos também, mas temo não saber substituir de forma correta o leite para as crianças, já que estão crescendo e usamos muito o queijo como fonte de proteína...sei que existem crianças veganas muito saudáveis...mas ainda não sei se é minha hora! Beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar