sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Reparar Caries com Minerais


É daquelas descobertas Eureka!
Como sabe é nos aconselhado visitar o dentista ou o higienista oral periodicamente para despiste de problemas orais, entre eles as caries.
Ainda não consegui concluir se esta "caça" precoce ás caries é boa ou não, visto que a carie se trata sempre com uma broca onde o dentista ainda dilata mais o poro onde se localiza a carie para depois aplicar um enchimento.

Mas, como costumo dizer "estamos a evoluir", por vezes para métodos invasivos, mas como sabemos, quando há mais sombra há mais sol, por isso também evoluímos para métodos de ajuda ao corpo com respeito, e o assunto de hoje é um desses. Vamos abandonar a broca!

O professor Nigel Pitts da Faculdade dentaria da Rainha de Inglaterra disse: " a maneira como tratamos os dentes não é a ideal", então decidiu inovar e inventou um método revolucionário chamado de Remineralização Acelerada e Melhorada Por Eletricidade (EAER). Este método consiste em aplicar  um aparelho de corrente elétrica que mobiliza minerais para o local da carie e repara a lesão. A corrente elétrica nem é sentida pelo paciente.
Faz todo o sentido, se a carie se forma devido a uma desmineralização, então a solução está no seu oposto, vamos dar minerais, só tínhamos que inventar um processo para o fazer que resultasse.
Para mim este tratamento não é um "tapa buracos", repare, um dente com carie é um dente doente, onde suas células por qualquer razão não estão a receber os nutrientes necessários, por isso se diz que há uma desmineralização, acompanhada naturalmente por uma invasão bacteriológica, o que se faz atualmente é um tratamento invasivo para o dente, pois além dele já estar doente, ainda vamos broca-lo ou seja danificar mais tecido do dente e posteriormente encher com um material que também não pertence ao dente. O que este investigador fez é louvável, espero sinceramente que chegue aos nossos dentistas, ele desenvolveu uma forma de não atacarmos mais o dente, mas sim o ajudarmos com aquilo que ele precisa, que é de minerais, depois as células do dente fazem o trabalho. Que Deus ilumine outros pesquisadores em outras doenças a pensar assim, a favor do corpo e não contra o corpo.
No futuro não vamos ter dentes tapados, mas ter dentes curados.

Sem comentários:

Enviar um comentário