terça-feira, 16 de abril de 2013

2ª Lei da Saúde - Comer Naturalmente

imagem copiada net

Já no séc. V A.C. os egípcios acreditavam que os alimentos constituíam a origem de todas as doenças.
Galeno, um medico celebre, considerava que era fundamental para se ter uma vida grande e saudavel, uma adequada escolha dos alimentos.
No sec. X, um dos poemas da escola de Salermo dizia: " se não há medicos, sejam os teus medicos estas tres coisas: mente alegre, descanso e dieta moderada"
A convicção de que a dieta era um elemento fundamental na saúde e na longevidade esteve sempre presente, não é algo novo, bem pelo contrario é algo que neste momento pode ser comprovado pela ciência.

A Alimentação,  que é aquilo que colocamos varias vezes ao dia para dentro do nosso corpo, vai com certeza fazer diferença na nossa Vida, é o combustível de todas as nossas células, se este não for de qualidade, que qualidade terá o nosso corpo? Como afetará isso a nossa mente? E a nossa saúde?

Para a Medicina Natural, sempre que algo não vai bem, questionamos que alimentos temos ingerido, por exemplo na asma, na artrite, na diabetes, nas doenças cardiovasculares, no cancro, todas elas entre outros fatores têm como diagnostico uma má nutrição.
Para mim não há tratamento nem cura, se não houver uma alteração na alimentação; a ideia de que tanto saudáveis como doentes podemos comer tudo representa bem a frase:" com os dentes o homem cava a sua própria sepultara". Poder comer tudo, podemos, mas não nos convém, além disso não é inteligente continuar a fazer as mesmas coisas e querer obter resultados diferentes; se um determinado estilo de vida incluindo a alimentação nos levou a uma doença grave, querer se curar e não mudar nada, não tem como base um raciocínio logico.

Mas, então se não podemos comer tudo aquilo a que temos acesso e que é chamado de alimento, o que comer?
Bem, aqui começa a confusão. O tema tem sido abordado por diversas filosofias e ideias, normalmente contraditórias, que acabam por confundir as pessoas.
No meu caso, durante anos tive duvidas, mas depois de muito pesquizar e até experienciar, cheguei aquilo que considero ser o certo para a fisionomia do ser humano - uma alimentação de alimentos naturais - uma alimentação que possa manter a Saúde ou ajudar a recupera-la.

Uma alimentação agradável, no seu estado natural, sem necessidade de muitas transformações. O Alimento natural deve ser comido tal qual a Natureza o oferece.

A alimentação que eu defendo é aquela que para mim está de acordo com a fisionomia humana; ao estudarmos os gorilas na selva, verificamos que o seu material genético assim como o seu aparelho digestivo  são muito semelhantes ao nosso; por isso é inteligente olharmos a sua alimentação; uma alimentação baseada em frutas, folhas, raízes e sementes.

O primeiro livro da bíblia em Genesis 1:29 diz: " Eis que vos dou toda a erva que dá semente sobre a Terra e todas as arvores frutíferas que contem em si mesmas sua semente, para que vos sirva de alimento."

Há quem defenda que ao fazer-se cozinheiro , o homem adoeceu, transformou a sua integridade biológica e abreviou a sua existência.
Lezaeta disse: " a mentira mais convencional da nossa civilização é a mentira do alimento cozinhado; sobretudo a carne."

O que comer?
A variedade é muita, mas assenta em quatro grupos:
 - Fruta - todo o tipo de fruta. Deve-se preferir fruta da época e da zona geográfica onde se vive.
 - Vegetais - couve, brócolos, alfaces, couve-flor, cenoura, beterraba, agrião, espinafres, nabo, rabanetes, algas, brotos e toda a folha ou raiz comestível na sua forma natural.
 - Sementes - Linhaça, sementes de abóbora, de girassol, de sésamo, entre outras; as sementes podem ser germinadas, como a semente de alfalfa e tornar-se um alimento riquíssimo.
 - Frutos secos - amêndoas, avelãs, nozes, caju, castanha do Pará, entre outros.

Estes alimentos devem ser, sempre que possível consumidos crus, na forma que são oferecidos pela mãe Natureza; eles trazem na sua composição as enzimas especificas para ser digeridos, as vitaminas e sais minerais para serem rapidamente assimilados.
Quando cozemos, refinamos, transformamos um alimento estamos a formar um alimento impróprio para o nosso organismo, que podemos tolerar, mas que não proporciona vida ás nossas células.
O Dr. Alberto Gonzalez é um medico Brasileiro, com mestrado e doutoramento pelo Instituto de Pesquiza Cirurgica da Universidade Ludwig Maximilian de Munique na Alemanha e escreveu um livro com o titulo " Lugar de medico é na cozinha"; onde defende uma alimentação natural, crua como forma de curar e prevenir doenças.

Não se passa de um dia para o outro para uma alimentação deste tipo, mas podemos ir dando passos:
- Aumentar a quantidade de fruta; substituir o pequeno-almoço ou o jantar por fruta; comer 4 maçãs ou 4 bananas o que precisar.
 - Aumentar a quantidade de crus; iniciar sempre uma refeição com um bom prato de salada, mesmo que tenha de comer peixe e legumes.
- Não cozinhar demasiado os legumes.
- Começar o dia com um suco verde.
- Deixar ou diminuir a carne e o peixe.
- Desistir dos lácteos, substituir por leites vegetais feitos em casa.
- Abandonar toda alimentação refinada, preferir os integrais.
Fazer isto é um excelente começo, é a prova que nos amamos, que queremos viver com respeito pelo nosso corpo.
As pessoas que sofrem com doenças cronicas, pensem nisto, pelo menos façam a experiência durante um tempo e tirem as próprias conclusões.

O Dr. Kirchner disse: " Sua alimentação determina em grande medida por quanto tempo você viverá - o quanto você aproveitará a vida e quão bem sucedida sua vida será."

1 comentário:

  1. BACANA DE MAIS TODOS TEM QUE VER E ENTENDER ISTO E IMPORTANTÍSSIMO

    ResponderEliminar