domingo, 11 de fevereiro de 2018

Esparregado Simples


Chegam  à minha casa, alguns vegetais oferecidos pelos vizinhos. São sortes!
Hoje deram-me folhas de couve, sabem que eu gosto, folhas de Couve Galega.


É a couve do Caldo- verde, sopa que normalmente não faço, porque tem como base muita batata, logo é uma sopa de índice glicémico alto, o que não é bom para a nossa saúde, mesmo para os que têm a glicemia com valores normais.

Utilizo estas folhas para fazer o que chamo de couve mexida.
Depois de lavar as folhas e retirar o caule na parte mais grossa, corto-a finamente.



Coloco 2 alhos picados e 1 folha de louro numa frigideira, sem gordura. 
Lume brando e sempre a mexer.


Antes dos alhos se queimarem, acrescento as folhas de couve cortadas.


Tempero com sal marinho e noz-moscada, envolvo e tapo.
Deixo por alguns minutos em lume brando.


A couve vai soltar alguma da sua água, vai cozinhar e reduzir de volume.



Está pronta.
Acompanhou um dos meus almoços, é um excelente pré-biótico.


Vamos conseguir!


Nem tudo o que acontece é obra e graça do destino, nós temos responsabilidade nos acontecimentos da nossa vida.
Queremos mais saúde, mais alegria, mais dinheiro... queremos mais... temos direito.
Mas, não fique sentado, busque a força e o poder transformador que está dentro de si e levante-se.

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Tosse Persistente - O que fazer?

Um estudo foi feito e comprovou que há uma mistura caseira e eficaz na tosse persistente.

A pessoa teve uma infeção brônquica, uma gripe ou um resfriado,"tratou" o problema, todos os sintomas foram embora, mas ficou a tosse, e esta tosse é tão insistente que lhe deram o nome de tosse pós-infeciosa. Pensa-se que ela é uma resposta inflamatória desencadeada pela infeção respiratória viral inicial, e que ela resulta de uma hiper-reactividade brônquica.
Se esta situação não aconteceu consigo, de certeza que conhece alguém que tem ou já teve este problema.

Estas pessoas podem ser medicadas com vários tipos de fármacos, desde xaropes com codeína ou dextrometorfano, a anti-histamínicos e por ultimo, e visto que a etiologia do problema é a inflamação, prescreve-se cortisona, mais propriamente a prednisona.

Sempre que há inflamação, em qualquer lugar do corpo, o medicamento principal receitado é a cortisona, por exemplo quando a pessoa tem asma dão-lhe cortisona, quando tem artrite também, quando tem doença de chron o mesmo, se tem psoríase dão-lhe pomadas com cortisona. A cortisona não é propriamente um medicamento a tomar para quem quer estar no caminho da saúde, pois alivia o sintoma, mas tem os seus efeitos.  O corpo produz a sua cortisona, mas a que tomamos em medicamento não é totalmente igual, nem se deve tomar muito tempo, porque suprime o sistema imunológico, o nosso sistema de defesa, então o medicamento ajuda num problema, mas cria outro. Mas, não desanimem porque há boas noticias.

Fez-se um estudo na universidade de Baqiyatallah University hospital tehran, no Irão, onde deram a uma parte do grupo prednisona, uma cortisona e à outra parte deram café com mel, três vezes por dia. A mistura de café com mel foi significativamente mais eficaz para aliviar a tosse persistente que a cortisona. Como disseram os autores do estudo, este tratamento é seguro, eficaz, agradável, barato e usa ingredientes naturais. O que mais podíamos pedir?

Porquê que esta combinação é eficaz?
Não se sabe ao certo, pensa-se que pode estar relacionado com a ação medicinal do mel, pois reduz a síntese de prostaglandinas na área da aplicação, aumenta os níveis de oxido nitricum, mexe com as estruturas do epitélio e tem um efeito antioxidante. Já em 2012 o Journal of Family Practice apontava o mel como o melhor a ser usado em tosse noturna das crianças.
Porquê café com mel?
Não se sabe ao certo, talvez porque o café tem uma ação broncodilatadora, mas a percentagem de cafeína usada é mínima, por isso não se sabe, mas que seja qual for o caso, o que nos interessa é que a combinação de café com mel é a receita certa na tosse persistente.



Quando a educação não é boa


A maioria de nós foi educado a ter padrões negativos de pensamento, há mesmo quem ache que está a errar quando tem uma perspetiva positiva. Já me disseram, " assim estou preparada, se vier o bom, é automaticamente aceite, mas se não vier, já estou à espera".   Se a pessoa já está à espera do mal, será que alguma vez o bem vem?

Não importa há quanto tempo temos padrões negativos a passar pelo nosso pensamento, medo de doença, um casamento falido, falta de dinheiro, falta de força para mudar, ou até raiva de nós mesmos, tudo isto podemos começar a mudar, hoje mesmo.
Os pensamentos que tivemos e as palavras que usamos constantemente, assim como o dialogo interior, criaram a nossa vida e as experiências que estamos a viver. Mas, isto é passado. O que estamos a pensar e a dizer hoje, neste momento, é que vai criar o amanhã e o dia seguinte, e assim por diante.

O que você não quer, não diga, não pense.
Aquilo que você quer, repita, encha o seu pensamento disso, viva o seu querer com emoção e acredite com fé. 

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

A melhor forma de baixar o colesterol



" Tenho colesterol alto" esta é uma das preocupações das pessoas, e sentem-se mesmo preocupadas, até mais do que com os valores da glicémia, dizem "o médico disse que tenho de baixar o colesterol".

Vamos ver, qual a melhor forma de baixar o colesterol para valores normais sem medicamentos?
Para falarmos de colesterol e de valores, temos antes que tudo perceber que o corpo não podia ter vida sem essa substância maravilhosa chamada - colesterol.
O colesterol faz parte da construção da célula, temos triliões e triliões de células e todas elas têm uma membrana que as envolve, feita essencialmente de fosfolipídios, proteínas e colesterol, percebemos assim a importância - sem colesterol não há células.

O que vou dizer pode soar estranho, diferente do que se pensa, mas o colesterol não é uma gordura, alguns dizem que sua estrutura é como se fosse uma cera, outros dizem que é um álcool com propriedades semelhantes às gorduras, mas não é uma gordura.
Nossas células estão cheias de água, essa água sairia da célula e nós nos esvaziaríamos se não fosse o colesterol, que forma uma barreira protetora ao redor da célula.

Também é com colesterol que se formam as hormonas, por exemplo as hormonas sexuais, como o estrogénio nas mulheres e a testosterona nos homens, apreendemos assim que o colesterol é uma matéria de construção não só de células mas também de hormonas.

A medicina defende a ideia de que o valor do colesterol não deve passar de 200, mas a parte cientifica não está toda de acordo, alguns dizem que não há nenhuma base cientifica para isso, há quem defenda que ter 250 é um valor completamente normal.
Há quem tenha 250 e quem tenha 160, e estudos têm mostrado que morre mais rápido quem tem valores de 160.

Mas, vamos ao dia-a-dia no consultório médico atual, onde o médico vai "persegui-lo" se não baixar o colesterol,  então aqui fica a explicação daquilo que sobe os valores do colesterol dentro do nosso corpo.

Que tipo de alimentos sobe mais os valores do colesterol?
Gordura? Não.
O que mais aumenta o colesterol dentro do nosso corpo são os carbohidratos refinados, como o pão, a massa, o arroz branco, o açúcar, os bolos e etc.. Se toma como pequeno almoço, leite e torrada, ao almoço bife ou peixe com arroz branco, à noite uma sopa com massa, adicionando os lanches de tostas ou bolachinhas, é basicamente todo o dia a comer carbohidrato refinado, como resultado a insulina vai subir e o colesterol também.

Comemos pão, massa, arroz branco, bolos e bolachinhas, cereais pequeno-almoço, e tudo isto se transforma em açucares rápidos e dentro do nosso corpo em glicose, esta glicose vai pedir insulina ao pâncreas, só que o corpo e as suas células não precisam de comer tanto, então a sabedoria do corpo sabe que o que não se usa agora pode vir a fazer falta mais tarde e guarda com ajuda da insulina. Ou seja a glicose se transforma em colesterol, este "tipo" de gordura para ser usado futuramente, quando não houver comida.
Portanto se é uma pessoa com níveis muito elevados e quer descer, tem de cortar essencialmente os carbohidratos refinados,  insistir nos verdes, nas sementes, nos legumes, nos cereais integrais, fazer exercício, movimentar-se e especialmente não ter medo.


Do necessário ao impossivel


Quem nunca olhou para trás e disse " eu nunca pensei" conseguir, chegar ou ter isto.
Fernando Pessoa disse" tudo vale a pena quando a alma não é pequena", tudo vale a pena quando a vontade de viver grita em nós.
Um dos grande cardiologistas portugueses, Fernando  Pádua, foi entrevistado e com 90 anos e ainda a exercer disse que quer e vai chegar aos 120, que se sente com saúde como se tivesse 18 anos. Diz que é possível, basta ter conhecimento e seguir um estilo de vida que assim o permita.

Quem me lê, sabe que o meu foco é a saúde, por isso todos os assuntos dão a volta e batem à mesma porta, para mim a saúde é prancha de lançamento para se conseguir tudo, mais tempo de vida, em melhores condições , e com isso temos amor, temos felicidade e temos sucesso, essencialmente gostamos de cá estar.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Hambúrgueres de feijão preto


Ingredientes:
- 2 xícaras  (500gr.) de feijão preto cozido.
- 1 cebola picada + 2 dentes de alho picados.
- 1 tira de pimento vermelho.
- 1 cenoura ralada.
- sementes de girassol.
- sal, cominhos, noz moscada.

Levar ao lume, dentro de um tacho a cebola picada e os dentes de alho.



Deixar murchar a cebola e o alho.
Juntar o pedaço de pimento vermelho cortadinho.



Mexer, deixar por 1 minuto.
Adicionar a cenoura ralada.
Deixar cozinhar um pouco.



Por norma, eu cozo os feijões que uso, raramente compro já cozidos, mas podem usar.


Pôr o feijão escorrido num tacho e esmigalhar um pouco com a varinha magica. Deixar alguns feijões meio inteiros.



Juntar o feijão ao preparado anterior.


Envolver bem.
Temperar de sal, cominhos e noz moscada.


Quando bem envolvido, está pronto o nosso preparado para fazer as hambúrgueres.


Deixar arrefecer e moldar as Hambúrgueres ou croquetes.
Levar ao forno num tabuleiro untado de azeite (pouco azeite, só para não pegar).


Passados 15 minutos, com ajuda de uma espátula, virar as hambúrgueres e enfeitar por cima com sementes de girassol.
Levar novamente ao forno por mais 15 minutos ou até as hambúrgueres estarem tostadinhas, como mostra a imagem.


Foi um dos meus almoços, acompanhado de batata doce em palitos assada no forno, com couve galega refogada e salada de alface, agrião, espinafre e rabanetes, temperada com sal marinho, azeite e sumo de limão.


Tem desejo por doces? O que fazer?


Penso que a maior parte de nós já passou esta experiência, a de querer intensamente doces. Chega ao final do dia, e começa aquele desejo de pão, de arroz branco, de doces, de comer sobremesa, de chocolate. É um desejo por vezes incontrolável, porque a pessoa decidiu que não ia comer esse tipo de alimentos e depois vem aquela vontade, parece que o corpo pede, que o corpo precisa.

Porque isto acontece?
O que pode fazer?
Vou tentar responder às perguntas.

Tudo na vida tem uma razão, porque há sempre uma ação que provoca uma reação, portanto há uma razão para desejar intensamente comer doces e chocolate.
Vamos perceber o que pode causar este desejo.

O grande combustível do corpo humano é a glicose, que é um açúcar, por exemplo os diabéticos têm a glicose alta ou seja têm o açúcar elevado no sangue.
Nós comemos, digerimos, partimos tudo em pedacinhos muito pequenos que atravessam as paredes do intestino e vão para o sangue, um desses pedacinhos é um açúcar, chamado glicose.
O sangue circula pelo corpo todo, a levar esta glicose a todas as células, para dentro destas ser queimado e formar-se em energia, a nossa energia, sem esta energia nada se pode mover, quando o coração perde movimento a vida acaba, toda a vida depende do movimento e como vimos a energia que movimenta tudo no corpo, é gerada dentro das células e nós temos triliões e triliões delas.

  A glicose ou o açúcar é queimado num tipo de motor que existe dentro da célula (mitocôndria) e forma ATP, a nossa energia, no entanto para que esta combustão ocorra devidamente a célula deve estar o mais equilibrada possível, deve manter o seu potencial elétrico e isso o corpo consegue através do equilíbrio sódio/potássio.

Existe um mecanismo que faz com que entre potássio para dentro da célula e saia sódio para fora, diz a ciência que 98% do potássio do nosso corpo está dentro das células, o sódio e o potássio são contrários, por exemplo o potássio elimina água e o sódio retém água, mas são os dois essenciais à vida.
Quando a glicose penetra dentro da célula com ajuda da insulina, para ser queimada na mitocôndria, ela precisa que dentro da célula haja bastante potássio, para poder criar energia, mas se a pessoa não comer folhas verdes suficientes, se a pessoa não tiver potássio dentro do corpo, este não pode entrar para dentro da célula, logo o açúcar (glicose) existente não é transformado em energia, e a pessoa tem que andar, que se mover, que trabalhar, então o corpo pede o seu combustível - açúcar para queimar. Só que não é açúcar que ele precisa, porque açúcar a maioria de nós tem, o problema não é a falta de açúcar, é não conseguir gerar energia, porque não há potássio, e por isso todo o desejo de açúcar.

Você precisa de se movimentar, para isso precisa de energia, a energia vem da transformação do açúcar dentro da célula, mas para este ser transformado a célula precisa de níveis equilibrados de potássio. Mas, o corpo não percebe, só lhe pedem energia, e ele pede açúcar para formar a energia, mas a pessoa está farta de comer e cada vez tem menos energia, porque a pessoa precisa é de potássio, quando houver potássio no corpo, entra para dentro das células e ela queima todo o açúcar existente e o desejo ardente por alimentos ricos em açúcar vai embora, porque já está a produzir energia, ou seja a pessoa precisa de muita salada com várias folhas verdes.

Resumidamente, sempre que uma pessoa tenha desejo intenso de açucares rápidos não é por falta de glicose no sangue, mas porque não há potássio para que o açúcar existente seja queimado.

Vamos imaginar que a pessoa passa a beber um suco verde todos os dias, e come a todas as refeições salada com alface, agrião, espinafres, rúcula, etc... ou seja esta pessoa passa a ter potássio a circular no corpo, mas ele precisa de ir para dentro da célula, e este processo ocorre através da bomba de sódio, que faz com que o potássio entre.
Este sistema que leva o potássio para dentro da célula, e manda o sódio para fora, é um sistema que balanceia o potássio e o sódio na célula, precisa de um mineral para fazer a sua função, que é o magnésio. Quando uma pessoa consome magnésio esta bomba se ativa.

Com magnésio a bomba de sódio se ativa e leva para dentro da célula o potássio e é criada muita energia, e seu corpo deixa de pedir doces, principalmente chocolate. Sabe-se que toda a mulher que durante ou após a menstruação tem desejo intenso de chocolate, é o corpo a pedir magnésio. As pessoas que transpiram muito ou fazem muito exercício ou sauna devem ter em atenção este mineral, e até suplementar. Eu recomendo o Cloreto de magnésio.

Resumidamente, você tem desejo intenso por pão, por açúcar, por bolos, porque precisa de potássio e magnésio, estes dois minerais se conseguem através de uma alimentação equilibrada, para obter potássio coma folhas verdes, para obter magnésio coma folhas verdes e sementes e toda a vontade exagerada desta comida doce desaparece.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Espalhe o Bom!


Existem pessoas que têm uma energia tão boa que mesmo longe de nós, quando pensamos nelas, sentimos essa boa vibração.

Somos todos centelhas do Divino, logo todos somos Amor, o problema está nas capas que adquirimos na vida ou vidas, que nos fazem ter papeis menos bons. Há problemas, há doença, há pouca vitalidade e tudo isso se traduz em sentimentos de medo, ansiedade, em sentimentos de vibração mais baixa, é normal, ninguém está sempre bem, mas a meu entender deve procurar sempre estar bem, é a grande procura eterna.

É tão bom quando chegamos ou partimos de perto de alguém, ver um sorriso, sentir amor, e perceber amor no olhar do outro, é a troca que acontece e que se espalha.

Cogumelos com Caril


Um dos meus almoços de Domingo.

Ingredientes:
- Meio quilo de cogumelos frescos.
- 2 cebolas picada separadamente + 4 dentes de alho picados.
- 2 folhas de louro.
- 1 tigela de cenoura ralada.
- 1 tigela de feijão verde ( vagem) cortado fino.
- 1 tigela de alho francês em rodelas.
- Meia xícara de leite vegetal.
- 1 colher de sopa de amido de milho.
- 1 colher de chá de caril.
- sal, azeite, cominhos e noz moscada.
- 2 tomates picados.
- coentros ou salsa picada.

Começamos por lavar os cogumelos.


Tiramos o pé e limpamos a parte interna o melhor possível, como mostra a imagem.


Preparação do recheio:
Picar 1 cebola e 2 dentes de alho.
Ralar 1 cenoura grande.
Cortar alguns feijões verdes em pedaços finos.
Cortar a parte mais branca de 1 alho francês em rodelas.


Colocar a cebola picada, o alho e 1 folha de louro numa frigideira alta.
Levar a lume brando.


Eu não coloco azeite, nem nenhuma gordura. A cebola e o alho ao aquecer libertam seus sucos, o que ajuda a murchar os ingredientes.


Juntar o alho francês e o feijão verde.


Envolver, deixar por 1 minuto.
Acrescentar 1 colher de molho de soja.


Juntar a parte interior dos cogumelos.


Envolver bem.


Deixar murchar.


Juntar a cenoura ralada.

Envolver bem.


Misturar meia xícara de leite de arroz ou outro, com 1 colher de sopa de amido de milho, 1 colher de chá de caril e sal.


Juntar ao preparado.


Deixar cozinhar por 3 minutos.
Está feito o recheio.


Rechear os cogumelos.


Agora, fazemos um molho de tomate rápido, para cozinhar os cogumelos.
Fazer na frigideira do recheio, colocar 1 cebola picada, 2 dentes de alho e deixar refogar um pouco. Acrescentar 2 tomates picados.


Deixar o tomate murchar um pouco.
Temperar com sal, cominhos e noz moscada.
Colocar com cuidado os cogumelos recheados.



Tapar. 
Deixar cozinhar lentamente, por alguns minutos


Quando pronto.
Enfeitar com coentros picados.


Está feito.
Garanto-vos que para quem gosta de açafrão é uma delicia.

Cá em casa comemos acompanhados de arroz integral e salada.




Bom apetite...