quinta-feira, 28 de março de 2013

Tratamento Natural de Eczema Atópico em Crianças

imagem retirada net

Eczema Atópico também conhecido por Dermatite Atopica, é um sintoma de um problema que se reflete na pele e atinge principalmente as crianças.
Não é contagioso, e a medicina convencional considera ser uma inflamação da pele de origem hereditária, com causa desconhecida.

O que sente uma criança com Eczema Atópico?
- Comichão e irritação
- Pele seca
- Lesões na pele, como bolhas, crostas e descamação.

Estes sintomas são incomodativos para a criança, e pode mesmo prejudicar o seu desenvolvimento físico e psicológico.
O prurido na pele pode começar antes das lesões cutâneas se manifestarem, mas o ato de coçar tem de ser controlado, porque quanto mais a criança coça mais mediadores inflamatórios são liberados e com isso mais prurido, formando desta forma um circulo vicioso.

A Medicina Natural considera o Eczema Atópico uma das manifestações do quadro alérgico. É muito comum esta mesma criança começar com eczema e alternar com rinites, conjuntivites, asma e diarreias.

O que agrava o eczema nas crianças?
- Contacto físico com tecidos sintéticos. Atenção à roupa de cama, aos pijamas e roupas interiores que devem ser de algodão. Neste momento o mercado oferece muitas opções mais económicas de vestuário e roupa de cama, mas também sintéticas.

- Cremes e perfumes - a maioria dos cremes mesmo para bebés têm substâncias irritantes para a pele. Não aplique demasiados cremes, perfumes, talcos, etc...

- Champôs e sabonetes - escolha opções mais saudáveis. Existem gamas naturais e anti-alergicas.

- Ambiente familiar - se a criança viver num seio familiar stressado, vai ter alterações no sistema imunitário que pode se refletir na pele.

 - Alimentação com substâncias intolerantes para a fisionomia da criança, o que leva ao quadro alérgico.

O que podemos fazer para ajudar?
- Arejar a casa onde vive o bebé, principalmente o quarto que tem de ser arejado diariamente. Cuidado com o tabaco e com os perfumes de casa que são contraindicados em todas as situações alergicas.

- Se for bebé, ter atenção à lavagem da roupa. O ideal seria lavar à mão com sabão azul e branco, ou na maquina com detergente caseiro. Não usar amaciadores perfumados.

- Amamentar - Uma boa prevenção é amamentar o mais possível. No entanto recomenda-se que a mãe não beba lácteos.

- Consumir Betacaroteno (Vit A) - tanto o lactante (através da mãe), como a criança, desde que surja problemas de eczema deve aumentar o consumo de Vitamina A, a melhor forma é consumir sumo de cenoura fresco.

- Tentar não usar medicamentos químicos, que unicamente suprimem o sistema imunológico, e pode levar a quadros crónicos no futuro.

- Lavar a pele com chá de camomila e dar banhos de emersão com agua e bicarbonato de sodio.

- Hidrate a pele com Óleo de Gérmen de trigo, e com gel de Aloé Vera.

- Retire os lácteos, substitua por leite de amêndoa. Não caia no erro de substituir pelo leite de soja.

- Se a criança come de tudo e tem dermatite, é importante suprimir de sua dieta o açúcar, fritos e principalmente tudo o que seja alimentos industrializados com aditivos. Aumente a ingestão de fruta.

Os pais  que cuidam do bebe devem evitar preocuparem-se demasiado com a dermatite e confiar no processo natural que o corpo tem para recuperar-se e curar-se a si mesmo. O excesso de preocupação pode levar a tomar medidas drásticas como a aplicação ou toma de medicamentos que só suprimem a capacidade auto curativa do  organismo.
Há que recordar que o sistema imunitário também se está a formar e a crescer junto com a criança, por isso é importante que o respeitemos e não que o suprimamos.

Como em todos os outros desequilíbrios de saúde, o eczema nos bebes e nas crianças é resultado do "estilo de vida", isto é a criança convive com substâncias alérgenicas que podem ser alimentares ou exteriores, as quais devem ser eliminadas. Como vivemos num mundo meio toxico e onde é difícil controlar na totalidade estas substâncias, aconselho para ajudar no controle, medicamentos homeopáticos. A homeopatia é excelente nas crianças e sem os efeitos secundários associados aos fármacos.

1 comentário: