terça-feira, 23 de setembro de 2014

O Outono, o frio, as gripes... e os antibacterianos


A pouco e pouco as temperaturas mais baixas vão-se instalando, e o corpo vai ter de reaprender a conviver com o frio do inverno e com a secura do outono. Sim o Outono independentemente de estar a chover está ligado à secura, no outono as folhas caem das arvores porque estão secas. Os órgãos que mais sofrem com a secura são a pele, o pulmão e o intestino grosso, por isso é frequente surgir a tosse, as alergias, os espirros, a sinusite, prurido na garganta, prisão de ventre ou fezes duras, dermatites na pele entre outros sintomas.
Também vêm as constipações e gripes e é importante lembrar que estas são causadas por virus  e que antibioticos só funcionam nas bactérias, isto  porque oiço muitas pessoas que me dizem " tive uma gripe que só lá foi com antibiotico", juro que não entendo. Pelo que sei e o que está publicado em sites médicos e o que se dá em Medicina é que antibiótico só atua nas bactérias, ou seja pode ter efeito numa sinusite, otite, infeção pulmonar, bronquite, mas toma-lo numa constipação ou gripe não vai de certeza fazer bem, mas isso é assunto medico e eu não sou medica.

Sabe-se que a forma mais comum de espalhar os vírus das constipações ou gripes é no contato corpo a corpo, através do falar, do tossir, do pôr a mão à frente e depois ir cumprimentar alguém, etc...Por isso para reduzir o risco é conveniente lavar as mãos, e não falar muito perto das outras pessoas caso haja infeção.
No entanto, é importante perceber que o fato de estar exposto a um vírus de um resfriado, não significa que está destinado a ficar doente.
Sabe quem vai decidir isso?
A saúde do sistema imunitário, se o seu sistema imunitário estiver a operar perfeitamente, você vai estar em contato com o vírus, mas não vai desenvolver nenhuma sintomatologia porque esse vírus não vai ter como se desenvolver dentro de si.
Quem expos a pele este verão ao sol produziu e armazenou vitamina D, e por isso pode estar com as defesas mais ativas e não desenvolver patologias gripais, pode ver o estudo que comprova aqui .  
Vemos como tudo se encaixa e tudo é uma preparação para o que há-se de vir, neste caso é o verão que prepara o corpo para fazer frente ao inverno.

Voltando à questão da transmissão das constipações e gripes, lavar as mãos frequentemente com agua e sabão é uma das maneiras mais fáceis de reduzir a propagação, mas não cometa o erro de usar produtos antibacterianos. Quanto mais produtos "anti-vida" usarmos mais contribuímos para a resistência de algumas bactérias, elas são tão espertas que aprendem a viver com estes fármacos que foram inventados para as destruir e ficam "superbacterias" onde os antibióticos se tornam inúteis. Além disso um estudo, que pode ver aqui, mostrou que pessoas que usam sabonetes e produtos de limpeza antibacterianos desenvolvem mais tosse, alergias, dores de garganta, febre, vómitos e diarreia em relação a pessoas que usam agua e um sabonete normal, como por exemplo o nosso bem português sabão azul e branco.

Vejamos que tudo aquilo que é mais simples é melhor, os produtos antibacterianos têm na sua composição um produto químico chamado Triclosan, que tem efeitos secundários nefastos nas funções musculares nos humanos pode ver o estudo aqui .
Quem tem fibromialgia deve ler bem os rótulos e ver se não está a usar algum produto de limpeza ou de higiene com este químico; não estou a dizer que o facto de usar um sabonete ou uma pasta de dentes com triclosan possa levar a fibromialgia, mas pode contribuir para o seu agravamento assim como o não usar pode ser útil para a sua recuperação, uma doença não surge por um fator, assim como também não se trata unicamente com uma técnica, em tudo há uma convergência que tende a um resultado.
O estado do Minnesota nos EUA proibiu os produtos que contenham este químico - triclosan, no entanto quase todos os sabonetes líquidos possuem este elemento.
Não há razão nenhuma para se estar a gastar dinheiro num produto antibacteriano quando o sabão normal é o mais seguro e eficaz.

Sem comentários:

Enviar um comentário