sábado, 10 de fevereiro de 2018

Tosse Persistente - O que fazer?

Um estudo foi feito e comprovou que há uma mistura caseira e eficaz na tosse persistente.

A pessoa teve uma infeção brônquica, uma gripe ou um resfriado,"tratou" o problema, todos os sintomas foram embora, mas ficou a tosse, e esta tosse é tão insistente que lhe deram o nome de tosse pós-infeciosa. Pensa-se que ela é uma resposta inflamatória desencadeada pela infeção respiratória viral inicial, e que ela resulta de uma hiper-reactividade brônquica.
Se esta situação não aconteceu consigo, de certeza que conhece alguém que tem ou já teve este problema.

Estas pessoas podem ser medicadas com vários tipos de fármacos, desde xaropes com codeína ou dextrometorfano, a anti-histamínicos e por ultimo, e visto que a etiologia do problema é a inflamação, prescreve-se cortisona, mais propriamente a prednisona.

Sempre que há inflamação, em qualquer lugar do corpo, o medicamento principal receitado é a cortisona, por exemplo quando a pessoa tem asma dão-lhe cortisona, quando tem artrite também, quando tem doença de chron o mesmo, se tem psoríase dão-lhe pomadas com cortisona. A cortisona não é propriamente um medicamento a tomar para quem quer estar no caminho da saúde, pois alivia o sintoma, mas tem os seus efeitos.  O corpo produz a sua cortisona, mas a que tomamos em medicamento não é totalmente igual, nem se deve tomar muito tempo, porque suprime o sistema imunológico, o nosso sistema de defesa, então o medicamento ajuda num problema, mas cria outro. Mas, não desanimem porque há boas noticias.

Fez-se um estudo na universidade de Baqiyatallah University hospital tehran, no Irão, onde deram a uma parte do grupo prednisona, uma cortisona e à outra parte deram café com mel, três vezes por dia. A mistura de café com mel foi significativamente mais eficaz para aliviar a tosse persistente que a cortisona. Como disseram os autores do estudo, este tratamento é seguro, eficaz, agradável, barato e usa ingredientes naturais. O que mais podíamos pedir?

Porquê que esta combinação é eficaz?
Não se sabe ao certo, pensa-se que pode estar relacionado com a ação medicinal do mel, pois reduz a síntese de prostaglandinas na área da aplicação, aumenta os níveis de oxido nitricum, mexe com as estruturas do epitélio e tem um efeito antioxidante. Já em 2012 o Journal of Family Practice apontava o mel como o melhor a ser usado em tosse noturna das crianças.
Porquê café com mel?
Não se sabe ao certo, talvez porque o café tem uma ação broncodilatadora, mas a percentagem de cafeína usada é mínima, por isso não se sabe, mas que seja qual for o caso, o que nos interessa é que a combinação de café com mel é a receita certa na tosse persistente.



Sem comentários:

Enviar um comentário