sexta-feira, 10 de abril de 2015

Extrato de Ginkgo Biloba ajuda as crianças com TDAH (Transtorno Défice de Atenção com Hiperatividade)


Há seculos que  o extrato das folhas da arvore Ginkgo Biloba é usado em problemas cerebrais e em determinadas condições neurológicas.
A Alemanha apresentou um estudo da Universidade do Centro de Tubingen, que mostrou que o extrato de Ginkgo Biloba chamado EGb761 administrado a crianças com Transtorno de Défice de Atenção e/ou Hiperatividade melhorava os sintomas.

É preciso ter cuidado no diagnostico destas crianças, porque podemos estar a criar na cabeça da criança a ideia de que ela é "doente", e assim começa uma bola de neve, que  no futuro dificilmente a tira das salas de psiquiatria.

O Transtorno de Défice de Atenção e Hiperatividade, é apontado como uma doença na qual a criança está persistentemente desatenta ou hiperativa e pode apresentar também alguma impulsividade. Neste grupo também se inclui as crianças com défice de atenção que se distraem facilmente por estímulos do ambiente externo e também do próprio pensamento, por exemplo na escola não leem a pergunta até ao final e já respondem, agem sem pensar, apresentam dificuldades em se organizar e em planejar o que  precisa fazer.

Perante estes comportamentos um pouco diferentes da norma das outras crianças, os pais ficam sem saber o que fazer e procuram rapidamente uma solução e muitos acabam a ser medicados com Metilfenidato ou seja a famosa Ritalina.

Meu conselho é calma, chamar doença a um determinado comportamento pode ser uma forma exagerada de ver o problema, procure um profissional de saúde com abertura e antes de começar com a Ritalina porque não experimentar a Ginkgo Biloba, há muito que os profissionais de acupunctura que usam a fitoterapia chinesa têm formulas direcionadas a este problema com extratos de Ginkgo Biloba, Ginseng e outras plantas que são usadas à muitas centenas de anos e sem efeitos secundários perigosos.

Temos de amar as crianças, elas são o futuro de amanhã, e amar é dar de nós, não apontemos a criança, antes perguntemos porque será que ele apresenta este tipo de comportamento? Será que tem a alimentação adequada? Rica em nutrientes como fruta e vegetais frescos? Ou come muita comida industrializada cheia de conservantes e aromatizantes, como o perigoso glutamato monosódico? Será que esta criança mamou o suficiente? Será que tem um ambiente familiar seguro e tranquilo? Faz exercício de grupo? Para por a criança a interagir com outros, aprender a estar no seu lugar e agir no seu tempo.
Não desistamos das crianças, como podemos pensar que uma criança para viver em sociedade precisa de uma pilula diária? Vejamos antes que algo está mal com o corpo dessa criança.

Não quero dizer com este poste que o mais correto para crianças diagnosticadas com Transtorno de Atenção e Hiperatividade seria tomar Ginkgo Biloba, até porque  o meu protocolo de tratamento seria outro, mas se está para começar a dar a Ritalina é preferível dar um produto de planta do que dar da industria química. Comecemos sempre por aquilo que é menos agressivo.

1 comentário:

  1. Boa tarde, gostei muito do que acabei de ler.

    Infelizmente o meu irmão tem Hiperatividade, já avançada, toma Ritalina. Porem nem esse medicamento está a fazer efeito e para não falar que tem mudança de humor(fica agressivo).

    Pode me dizer qual a melhor maneira de ser admistrado essa planta?!

    Obrigada Eduarda Costa.

    ResponderEliminar