terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Gosto de gostar


Nós estamos sempre a conceituar tudo o que passa por nós, "é bom...é mau...é alto...é baixo...eu gosto...não gosto. O ideal seria não estarmos sempre neste pula-pula de conceito, o ideal seria não julgarmos para que a mente se aquietasse.
Não sei o que acontece com vocês, mas eu tenho alguma dificuldade em não colocar as coisas nas caixas emocionais que lhe atribuo, há coisas que gosto muito e outras que não gosto, há coisas que quero que pertençam ao meu Mundo e outras que nem quero ter conhecimento. Não sei se estou certa, mas o meu Mundo é o meu jardim, onde trago para ele aquilo que acho importante, aquilo que considero erva daninha, arranco, corto, trituro bem pequeno e serve como adubo da terra, ou seja aquilo que não prestava serve para fortalecer. Mas, quando eu gosto, permito que a sementinha cresça, porque eu gosto de gostar...

Sem comentários:

Enviar um comentário